OPINIÃO: Liberdade, a quanto obrigas? | AzoresTV by VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

Texto/ Joana Moniz Costa

opiniao, joana, moniz, costa, liberdade, moda, açores

OPINIÃO: Liberdade, a quanto obrigas?

Publicado por: Vitec
2018/01/22 20:32:11

Dia Mundial da Liberdade.

A liberdade tem-se associado, em simultâneo, à castração exercida de mansinho. Começas por arquivar pensamentos, atenuando, assim, a exposição da tua opinião; demonstras, em tom de brincadeira, o que gostarias de partilhar sem ser entre dentes semicerrados...

Lamentável, embora remediador.

Parece-me que todos permanecem tresloucados, na sua aparente liberdade que, esmiuçada, não se aproveita grande coisa.

Tens medo de ser difamado, se a tua opinião se diferenciar do todo-maioria?

Será que a censura terminou ou personificou?

As escolhas são sempre relacionadas com o que esperam de nós (e.g. a profissão mais lucrativa, a prenda mais desejada, a palavra desdita...).

"O que vão os outros pensar?". A marimbar-me para isso.

Retrair vontades é deslumbrar-nos, de tal forma, que nos adocica a gulodice. Dá-nos o desejo proibido. Tanto dá-dói, que passa.

Preto no branco. Gay. Achinesado. Maria vai com todas. Pudico. De rezas. Embelezado. De direita. Para a esquerda. Insuflável. Bolsos cheios. Trocos. Social(ista). Coreano. Acorrentado.

 

Trafica momentos vertiginosos de liberdade.

Papel e caneta: começa a anotá-los e ficarás tão abismado com o resultado, que quererás e irás alcançar um inúmero numerado de experiências.

Imprens(s)a expressão na tua liberdade.

 

Sintam-se felizes,

Joana d'Arte

 

Texto/ Joana Moniz Costa 

Imagens de notícias

Categorias:
Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions