Jovem terceirense representa Portugal na recepção ao Papa Francisco na Cracóvia | AzoresTV by VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

Bruno Godinho integra o grupo de jovens Oásis da Esperança liderado por Otília Martins.

papa, francisco, cracovia, jovens, diocese, angra

Jovem terceirense representa Portugal na recepção ao Papa Francisco na Cracóvia

Publicado por: Vitec
2016/07/19 19:30:09

O entusiasmo de Otília Martins só é comparável ao do Bruno Godinho, o jovem que representará Portugal na recepção ao Papa Francisco no dia 28, na Jornada Mundial da Juventude, em Cracóvia na Polónia, e que integra a mais expressiva participação açoriana neste encontro, com nove jovens, com idades compreendidas entre 16 e 18 anos.

 

Aos 18 anos de idade, este terceirense das Quatro Ribeiras, concelho da Praia da Vitória, garante que vai ser um dos momentos mais importantes da sua vida, embora não saiba bem o que vai acontecer nem como vai lidar com a situação.

“Fiquei surpreendido com o convite, já pensei em milhões de coisas mas acho que na hora, com os nervos e com a emoção, o que sair há-de ser mais uma coisa espontânea do que algo muito elaborado” disse ao Sítio Igreja Açores o jovem.

 

Na bagagem já tem uma bandeira da freguesia e outra dos Açores. “Sou português mas o cantinho onde nasci e onde vivo não podiam faltar” diz com uma simplicidade cheia de emoção, de quem está de partida para um dos acontecimentos mais importantes na vida da igreja, sobretudo quando se é jovem. As Jornadas Mundiais da Juventude são, a par do Encontro Mundial de Famílias, uma das reuniões mais importantes na Igreja e que contam com a participação dos papas.

“Eu disse logo que sim quando me convidaram para irmos a Cracóvia. Sabíamos que ia ser difícil mas com trabalho e dedicação também sabíamos que conseguiríamos alcançar e estamos a alcançar” disse ainda Bruno Godinho, que terminou o 12º ano e quer prosseguir os estudos.

“É um momento importante e único e também será, do ponto de vista da fé, um momento para refletir e aprofundar a minha fé”, acrescentou.

 

Bruno Godinho pertence ao grupo Oásis da Esperança, da paróquia das Quatro Ribeiras, desde a sua formação há 2 anos.

Este grupo é um dos 30 grupos de jovens que a ilha tem e que dinamizam a pastoral juvenil.

“Desde essa altura que temos vindo a trabalhar” disse Otilia Martins, a “jovem” de 45 anos que sempre se dedicou à catequese e que se sente realizada junto dos mais novos, porque “a trabalhar com eles aprendo sempre qualquer coisa”.

“No fundo através deles também nos vamos realizando e poder levar estes jovens a Cracóvia, a umas Jornadas Mundiais de Juventude, a que eu tanto gostava de ter ido quando tinha a idade deles, é ago que me realiza duplamente”, acrescentou.

 

Mãe de um filho, acabado de se licenciar, justamente no ano em que Otília é caloira, “porque sempre quis estudar e agora tive esta oportunidade”, esteve 24 anos ligada à preparação dos jovens para o sacramento do Crisma.

“Agora queria fazer coisas diferentes e Nosso Senhor ajudou-me. Estamos todos a viver um sonho porque para estes jovens e, até para mim, é uma oportunidade única de contactar com outros jovens, de outras nacionalidades e de outras culturas. É muito enriquecedor”, disse ainda.

Os nove elementos do Oásis da Esperança rumam a Lisboa no próximo dia 23, de onde partirão para o Algarve para se juntarem à diocese “emprestada”, que integrarão nesta viagem a Cracóvia. Do algarve partem para Málaga, em Espanha e daí para a Polónia.

“Será uma viagem comprida mas vai valer a pena”, garantem.

 

A edição deste ano da jornada mundial da juventude realiza-se entre 26 e 31 de julho e tem como tema ‘Bem-aventurados os misericordiosos, porque encontrarão misericórdia’.

A 31.ª jornada mundial da juventude deverá contar com a participação de cerca de cinco mil jovens portugueses, que cumprirão também um programa próprio.

Criadas por São João Paulo II nos anos 80 do século passado, as Jornadas Mundiais da Juventude têm sido um sucesso.

Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível diocesano no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos numa grande cidade: em 1987, Buenos Aires (Argentina); em 1989, Santiago de Compostela (Espanha); em 1991, Czestochowa (Polónia); em 1993 em Denver (EUA); em 1995, Manila (Filipinas); em 1997, Paris (França); em 2000, Roma (Itália); em 2002, Toronto (Canadá); em 2005, Colónia (Alemanha); em 2008, Sidney (Austrália); em 2011, Madrid (Espanha) e Rio de Janeiro (Brasil), em 2013.

 

Texto e Foto/ Igreja Açores

Imagens de notícias

Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions