QUESTIONÁRIO Luís Costa: "Através do Poemário tenho "viajado" pelas 9 Ilhas dos Açores" | AzoresTV by VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

É coordenador de um Poemário na Rádio Clube de Angra, inserido no programa 'Café com Música' de Tatiana Ourique. As duas paixões de Luís Costa - Poesia e Rádio – juntam-se assim desde 2016, todas as semanas, para a divulgação de poetas açorianos. Nat...

questionario, luis, costa, poemario, radio, poesia, musica, açores

QUESTIONÁRIO Luís Costa: "Através do Poemário tenho "viajado" pelas 9 Ilhas dos Açores"

Publicado por: Vitec
2017/12/05 00:54:07
Foto/ Alex Alva
Foto/ Alex Alva

É coordenador de um Poemário na Rádio Clube de Angra, inserido no programa 'Café com Música' de Tatiana Ourique.  

As duas paixões de Luís Costa - Poesia e Rádio – juntam-se assim desde 2016, todas as semanas, para a divulgação de poetas açorianos.

Natural de Angra do Heroísmo, Luís Costa participou em vários projectos musicais e de recitação poética.

 

 

Qual o poema da tua vida?

O poema da minha vida tem de ser o Cântico Negro de José Régio. Foi este poema que despoletou em mim a vontade de declamar poesia.

 

E a banda sonora?

Toda a música que me traga recordações e me crie emoções. Pode ir desde Metal até Música Clássica.

 

Diz a letra de uma canção da Rita Lee que “amor é prosa, sexo é poesia”. Será mesmo assim?

Também diz que "Sexo é imaginação, fantasia", e a poesia consegue, para quem a lê, fazer a imaginação voar. Por isso acho que a Rita Lee acertou a 100%.

A poesia é expor, por vezes, o que há de mais íntimo. É o despir da alma e entregar-nos por completo.

 

Haverá, de facto, poetas malditos?

De facto poetas malditos existem. Sempre considerei o Hernâni Candeias, infelizmente já falecido, como um Poeta Maldito. Muitos consideram esse termo como um demarcar-se do resto da sociedade, fugindo aos padrões e regras considerando que estes aprisionam. De facto ele era assim. Homem de ideias fortes e ideais convictos sobre a poesia e sobre as normas sociais.

 

Ler no café ou no jardim?

Simplesmente ler.

 

Digital ou papel?

Ambos. Mas o digital nunca substituirá o prazer que é folhear um bom livro.

 

Com um cigarro a desfiar a teia do pensamento?

O cigarro serve de pausa entre cada poema ou capítulo e ajuda-me a refletir, a compreender e interpretar o que foi lido.

 

Três lugares da cidade de Angra do Heroísmo ideais para a acção de um romance?

Acho que toda a cidade tem o seu romantismo. mas individualizando, toda a zona da baía entre o Castelo de São João Batista e o Castelinho. O Solar de Madre de Deus acho que seria um lugar fantástico para o desenrolar de um romance. Para finalizar, e já na periferia, temos a Quinta da Nasc'Água.

 

Blues ou Rock and Roll?

Rock and Roll

 

Que sabor tem o Inverno no meio do Atlântico?

A mim o inverno sabe a conforto.

 


Quantos versos cabem numa viagem pelas 9 ilhas dos Açores?

Difícil de quantificar. Através do Poemário tenho "viajado" pelas 9 Ilhas dos Açores e de semana a semana sinto que fico mais rico. Tem sido um prazer enorme conhecer a obra de muitos poetas e as histórias de vida que acabam por estar descritas em cada poema. Somos uma Região rica de artistas e, na escrita, desde o século XVI, que conseguimos acompanhar a História açoriana em pequenos versos ou prosas que nos fazem viajar no tempo e compreender melhor as nossas raízes.

 

Inspiração ou transpiração?

Ambas existem. Ambas são válidas. Na minha opinião, 90% inspiração, 10% transpiração.

 

Usar gravata ou papillon?

Por norma não uso, mas quando tem de ser, escolho a gravata.

 

Duas qualidades que mais valorizas?

Respeito e sinceridade.

 

Foto/ Alex Alva 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagens de notícias

Categorias:
Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions