Queixas podem avançar para o Ministério Público: SINTAC critica política de recursos humanos da SATA | VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (Sintac) critica o serviço de recrutamento e seleção, interno e externo, da SATA, acusando a operadora aérea açoriana da “falta de uma política de recursos humanos concertada e universal do CA”, c...

sata, açores, sintac, recursos, humanos, comunicado, governo

Queixas podem avançar para o Ministério Público: SINTAC critica política de recursos humanos da SATA

Publicado por: Vitec
2014/10/22 17:12:00

 

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (Sintac) critica o serviço de recrutamento e seleção, interno e externo, da SATA, acusando a operadora aérea açoriana da “falta de uma política de recursos humanos concertada e universal do CA”, conforme um comunicado enviado às redações.

“Seria de esperar que uma empresa da idade e dimensão da SATA tivesse as melhores práticas, pugnando pela transparência, pela justiça, pela igualdade de oportunidades. Mas não. Reina a obscuridade, o compadrio, o favoritismo”, pode ler-se no mesmo documento. E continua: “As chefias intermédias decidem e operam sem qualquer orientação superior e em completo desrespeito pelas regras estabelecidas, prejudicando os trabalhadores e consequentemente a empresa”.

O Sintac considera que “não foram as convulsões, nem as crises internacionais que trouxeram a SATA a este caminho”, mas sim “a falta de objetivos, a incapacidade de gerir recursos, de otimizar os serviços, de definir uma estratégia comercial e operacional dos sucessivos Conselhos de Administração, tornando-a incapaz de servir os açorianos e a sua diáspora”.

Recorde-se que o Sintac reuniu com o Secretário Regional dos Transportes e Turismo, Vítor Fraga, no passado dia 10 de outubro, com o objetivo de “resolver, sem maiores conflitos, questões ainda relacionadas com o ano 2013 e outras que reportam ao último período de greve do SINTAC em agosto de 2014”.

“Ficou o compromisso de tentar desbloquear pela via negocial o diferendo. Ficou também assente que, não sendo essa via possível, o Sintac avançará com queixa das ilegalidades cometidas pela SATA para o Ministério Público”, sublinha.

Antes disso, no dia 4 de agosto, lembra ainda o comunicado, o Sintac foi recebido pelo Conselho de Administração da SATA, e encontrou “um ambiente de tremenda hostilidade que resultou em retrocesso num processo que agora se previa cordial e pacífico”. 

Imagens de notícias

Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions