Bula do Papa Paulo III foi assinada a 5 de novembro de 1534: Diocese de Angra assinala 480 anos | VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

A semana da Diocese de Angra, que se realiza entre 3 e 9 de novembro, é o “primeiro momento forte” da programação deste Ano Pastoral, que se concentra na questão das “periferias existenciais”- tema muito “sugestivo e interpelante”-, assinala o Bispo de...

diocese, angra, sé, bispo, aniversário, 480, anos, bula, paulo, iii

Bula do Papa Paulo III foi assinada a 5 de novembro de 1534: Diocese de Angra assinala 480 anos

Publicado por: Vitec
2014/10/28 01:58:08

A semana da Diocese de Angra, que se realiza entre 3 e 9 de novembro, é o “primeiro momento forte” da programação deste Ano Pastoral, que se concentra na questão das “periferias existenciais”- tema muito “sugestivo e interpelante”-, assinala o Bispo de Angra na nota pastoral que escreveu no início deste mês de outubro.

Durante esta semana terão lugar várias ações com vista ao aprofundamento desta temática, nomeadamente com um conjunto de iniciativas formativas destinadas ao clero e também aos leigos, repartidas entre as ilhas Terceira e de São Miguel, para além das celebrações solenes presididas pelo prelado diocesano.

A começar pelo dia 3 de novembro, dia da criação da Diocese de Angra e do Cabido da Sé. Às 18h00, D. António de Sousa Braga presidirá à Missa solene e anunciará o nome dos 12 novos cónegos da Sé bem como os cónegos honorários, depois de ter sido publicado o decreto episcopal que procedeu à revisão dos estatutos do Cabido Catedralício.

Pelas 20 horas, realiza-se uma sessão cultural e formativa para agentes de pastoral, leigos e religiosas, Serviços Eclesiais e Movimentos Apostólicos, sobre as periferias sociais e existenciais nos Açores à luz da Exortação Apostólica “Alegria do Evangelho”, do Papa Francisco, no Salão do Seminário de Angra.

Em Ponta Delgada, realiza-se a adoração eucarística, com a exposição do Santíssimo Sacramento, no Santuário do Senhor Santo Cristo, das 8h00 às 17h00.

No dia 4, será feita uma avaliação do estado da situação do projecto «Repensar a acção pastoral da Igreja em Portugal», encontro organizado pela Comissão Episcopal para a Evangelização, em Fátima, e a Diocese de Angra estará representada pelo Vigário Geral, Pe Hélder Fonseca Mendes.

No dia 5 de novembro, o sítio Igreja Açores (www.igrejaacores.pt) apresenta um dossier e noticias sobre a vida da Igreja Diocesana.

No dia 6, realiza-se, em Ponta Delgada, uma formação dirigida a presbíteros e diáconos, para sinalização e caracterização das várias periferias sociais e existenciais, na linha da Exortação do Papa, que terá lugar no Centro Missionário do Coração de Jesus, das 15h00 às 18h00. A mesma formação dirigida a agentes pastorais, leigos e religiosas, Serviços Eclesiais e Movimentos Apostólicos, realiza-se à noite, a partir das 20h00, no Salão do Convento de Nª. Sª. da Esperança, em Ponta Delgada.

No dia 7 de novembro, o destaque vai para o Encontro Diocesano de Ouvidores, no Centro Missionário do Coração de Jesus, em Ponta Delgada, das 10h00 às 17h00.

No sábado, dia 8, véspera do início da Semana dos Seminários, realiza-se uma Vigília de Oração pelas Vocações Sacerdotais, Seminários e Diocese, na igreja paroquial de Agualva, na ilha Terceira, pelas 20h00, com orientação e participação do Seminário Episcopal de Angra.

No domingo, dia 9 de novembro, celebra-se o Dia da Igreja Diocesana, na Festa da Dedicação da Basílica de Latrão (Roma). A celebração Eucarística de encerramento da Semana da Diocese será presidida por D. António de Sousa Braga, na Ermida de Nossa Senhora da Paz, em Vila Franca do Campo, pelas 16h00.

Os ofertórios das Missas do fim-de-semana 8-9 de novembro destinam-se, como de costume, à Diocese de Angra.

Esta Semana da Diocese de Angra é, depois da abertura do ano pastoral no passado dia 5 de outubro, o primeiro momento “forte” da programação pastoral deste ano, que se concentra na questão das periferias existenciais.

 “Como desencadear um processo de sinalização e de caracterização, para se inserir nelas, com a luz do Evangelho? Como é que as comunidades cristãs e os Serviços Pastorais chegam e se envolvem nas periferias? O que se entende por periferias existenciais? Não está em questão só a pobreza material”, interpela o prelado diocesano.

 

FORMAÇÃO DO CLERO

Para além da questão das periferias, D. António de Sousa Braga sublinha a importância da “formação permanente do clero” que este ano vai ter “um novo impulso”.

O Conselho Presbiteral insistiu muito nesta questão e o Bispo de Angra alerta para a necessidade de uma participação efetiva dos sacerdotes nos “três momentos fortes dessa formação”.

O primeiro será o Retiro Anual, orientado pelo Pe. Abílio Pina Ribeiro, Claretiano, de 26 a 29 de janeiro de 2015, em Angra, e de 2 a 5 de fevereiro de 2015, em Ponta Delgada. Dentro destes dois turnos, haverá duas sessões de reciclagem do Clero sobre a Pregação-Homilia, sob a orientação dos Dominicanos.

De 6 a 10 de abril haverá também um turno de retiro para o Clero, na Ilha do Pico, sob a orientação do Cónego António Rego.

A reunião do Conselho Presbiteral está agendada para a semana de 20 a 24 de abril e, nessa altura, o Bispo de Angra espera que haja “uma corajosa análise, o mais possível objetiva, da realidade eclesial e das possíveis respostas adequadas ao momento atual que vivemos e à realidade de um território disperso em nove Ilhas, cada uma com as suas caraterísticas e vivências”.

 

SEMANA DOS SEMINÁRIOS

Entretanto, o Bispo de Angra exorta ainda a diocese a celebrar a semana dos seminários, de 9 a 16 de novembro, ” uma ocasião propícia, para consolidar todo o apoio e a ação em prol das vocações aos ministérios sagrados”.

Apesar da diminuição significativa do número de alunos, o Bispo de Angra diz que “não podemos desfalecer” e todos são convocados a “preparar bem o terreno e a semear com abundância e muita confiança. Há-de chegar o tempo da colheita”.

O Seminário abriu este ano letivo com 17 alunos, menos quatro que no ano passado; 12 deles são de São Miguel, o que merece um sublinhado do prelado diocesano no sentido de alertar, uma vez mais, para o facto de haver ilhas “que não dão um seminarista há anos”.

A Semana dos Seminários inicia-se, justamente, no domingo em que encerra a Semana da Diocese.

 

Texto/ Igreja Açores/ Vitec

Foto/ SB (arquivo)

Imagens de notícias

Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions