Igreja começa a viver a Semana Santa | AzoresTV by VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

A Igreja Católica inicia hoje, com o Domingo de Ramos, a celebração da Semana Santa, os momentos centrais do ano litúrgico que, nas igrejas e nas ruas, recordam os momentos da Paixão, morte e Ressurreiçã...

semana, santa, diocese, angra, celebraçoes, catedral, açores

Igreja começa a viver a Semana Santa

Publicado por: Vitec
2019/04/13 22:27:51
Foto/ SB
Foto/ SB

A Igreja Católica inicia hoje, com o Domingo de Ramos, a celebração da Semana Santa, os momentos centrais do ano litúrgico que, nas igrejas e nas ruas, recordam os momentos da Paixão, morte e Ressurreição de Jesus.

Os momentos centrais da Semana Santa começam na quinta-feira, dia em que se celebram a Missa Crismal e a Missa da Ceia do Senhor.

Antigamente, na manhã deste dia celebrava-se o rito da reconciliação dos penitentes, a quem tinha sido imposto o cilício em Quarta-feira de Cinzas.

A manhã é preenchida pela Missa Crismal, que reúne em torno do bispo o clero da Diocese, na qual são abençoados os óleos dos catecúmenos e dos enfermos e consagrado o santo óleo do crisma.

 

Nos Açores, como noutras dioceses, há a antecipação desta celebração de forma a que os párocos possam regressar às suas paróquias a tempo de presidir às festas do Tríduo Pascal.

 

Assim, na segunda feira, em Ponta Delgada, o bispo de Angra presidirá à missa onde os sacerdotes de São Miguel e de Santa Maria são convidados a renovar as suas promessas sacerdotais, momento que será repetido na Horta, no dia seguinte com os padres diocesanos do Faial, do Pico, das Flores e do Corvo.

 

Na quarta-feira será celebrada a Missa Crismal na Sé de Angra, com a renovação das promessas sacerdotais do clero da Terceira, de São Jorge e da Graciosa.

 

Na quinta-feira, com a Missa vespertina da Ceia do Senhor tem início o Tríduo Pascal da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor: é comemorada a instituição dos Sacramentos da Eucaristia e da Ordem e o mandamento do Amor (o gesto do lava-pés).

No final da Missa, o Santíssimo Sacramento é trasladado para um outro local, desnudando-se então os altares.

 

Na Sexta-feira Santa não se celebra a Missa, tendo lugar a celebração da morte do Senhor, com a adoração da cruz; o silêncio, o jejum e a oração marcam este dia.

 

O Sábado Santo é dia alitúrgico: a Igreja debruça-se, no silêncio e na meditação, sobre o sepulcro do Senhor e a única celebração primitiva parece ter sido o jejum.

A Vigília Pascal é a “mãe de todas as celebrações” da Igreja, evocando a Ressurreição de Cristo.

Cinco elementos compõem a liturgia da Vigília Pascal: a bênção do fogo novo e do círio pascal; a proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a série de leituras sobre a História da Salvação; a renovação das promessas do Batismo, por fim, a liturgia Eucarística.

O bispo de Angra presidirá a todas estas celebrações na Catedral dos Açores.

 

Texto/ Igreja Açores/ Vitec

Foto/ SB

Imagens de notícias

Categorias:
Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions