Em Angra: Centenário de Nascimento de António Dacosta será assinalado dia 1 de novembro | VITEC AzoresTV.com - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

O Governo dos Açores promove sábado, 1 de novembro, no âmbito das Comemorações do Centenário de Nascimento de António Dacosta, a realização de diversas iniciativas no Museu de Angra do Heroísmo, que contarão com as presenças de Miriam Dacosta e dos fil...

dacosta, pinto, centenário, nascimento, angra, livro, museu

Em Angra: Centenário de Nascimento de António Dacosta será assinalado dia 1 de novembro

Publicado por: Vitec
2014/10/29 19:13:22

O Governo dos Açores promove sábado, 1 de novembro, no âmbito das Comemorações do Centenário de Nascimento de António Dacosta, a realização de diversas iniciativas no Museu de Angra do Heroísmo, que contarão com as presenças de Miriam Dacosta e dos filhos do pintor.

O programa começa, pelas 18h00, com o lançamento do livro intitulado "António Dacosta: A Clarividência da Saudade", da autoria da historiadora de arte Assunção Melo.

Esta obra, que traça o itinerário artístico de Dacosta, abordando as suas principais peças como resultado de uma confluência entre a memória das ilhas e o contacto com as vanguardas, será apresentada por Álamo Oliveira.

 

Posteriormente, pelas 18h30, terá lugar a abertura da exposição itinerante "António Dacosta, um Pintor do Século XX", idealizada pelo comissário Francisco Pedroso Lima, que é constituída por um conjunto de 16 painéis encapsulados que ilustram a vida e a obra de António Dacosta e são acompanhados por um conjunto de obras do pintor, representativas do seu percurso.

A exposição encontra-se estruturada em quatro momentos, denominados “Os primeiros passos: das paisagens da ilha aos primeiros retratos [1914-1935]”, “Pintor Europeu das Ilhas [1935-1947]”, “Paris: pausa, reflexão e crítica [1948-1978]” e “Regresso à Pintura [1980-1990]”, que são enriquecidos com cerca de 30 peças da autoria do poeta e pintor terceirense.

Estas peças são atualmente propriedade dos museus Regionais de Angra do Heroísmo e Carlos Machado, em Ponta Delgada, da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e dos particulares Miriam Dacosta e Filhos, Maria do Carmo Sousa Lima e Herdeiros de Francisco Ernesto de Oliveira Martins.

Para a sua abertura na Terceira, esta mostra incluirá ainda obras que são propriedade de Francisco Maduro-Dias e de Maria Madalena Castro Parreira.

Finalmente, pelas 19h00, será proferida uma conferência intitulada “FalARTE de DACOSTA: 1988-2014”, pelo historiador e crítico de arte José Luís Porfírio, que abordará as duas últimas grandes exposições retrospetivas de Dacosta, ocorridas no Centro de Arte Moderna – Fundação Calouste Gulbenkian, a primeira em 1988, ainda em vida do pintor, e a segunda inaugurada a 17 de outubro, com vista a assinalar o centenário do seu nascimento.

 

A realização destas iniciativas insere-se no programa de comemorações que a Direção Regional da Cultura e os seus Serviços Externos têm promovido desde o início deste ano para assinalar a passagem do centenário de nascimento do grande pintor terceirense.

A 23 de janeiro, decorreu a conferência proferida por Dimas Simas Lopes, intitulada “Evocação da vida e obra de António Dacosta”, na Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Angra do Heroísmo, e, em março, passou a circular na Região uma coleção de pacotes de açúcar reproduzindo seis imagens de obras emblemáticas do pintor, com o objetivo de divulgação da sua obra.

Também em março, foi colocada à venda, em todas as Lojas de Cultura, uma agenda personalizada intitulada “António Dacosta - Pintor Europeu das Ilhas”, também com o objetivo de divulgação da obra do pintor, bem como de alguns dos seus poemas.

 

Ainda no âmbito deste programa, a 3 de novembro, pelas 20h30, terá lugar a realização de uma conferência subordinada ao tema “Os trabalhos e os dias de António Dacosta: percursos na pintura e na poesia”, que será proferida por Leonor Sampaio e Ana Gil, no Auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada.

Numa viagem a duas vozes pela escrita de António Dacosta, serão visitadas as crónicas jornalísticas e a poesia do artista, procurando nexos temáticos e estilísticos na sua obra escrita.

As duas conferencistas procurarão, assim, evocar o pintor-poeta no centenário do seu nascimento, sublinhando uma parte da sua criação artística - a escrita - mais desconhecida do público.

A 4 de novembro, decorrerá a atividade “António Dacosta: um menino que pintou sonhos e palavras” por Paulo Freitas.

Esta iniciativa, concebida a partir do livro "António Dacosta: O Emigrante do Paraíso", editado em 2010 pela Direção Regional da Cultura, terá lugar na Secção Infantojuvenil da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Angra do Heroísmo.

 

PRÉMIO PINTURA 

Até ao final do ano será ainda realizada a cerimónia de atribuição do Prémio de Pintura “António Dacosta”, instituído pelo Governo dos Açores para distinguir os artistas regionais e valorizar a atividade cultural regional no domínio das artes plásticas, na categoria de pintura.

A atribuição deste prémio é bienal e o seu valor pecuniário é de 12.000 euros.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.

Imagens de notícias

Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions