Encerramento de organismos públicos devido à passagem do furacão Lorenzo | VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

Miguel Miranda, presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), afirmou, em relação ao furacão Lorenzo, que não há registo de fenómeno climatérico semelhante no Atlântico Norte e que “há algo de totalmente incomum neste tipo de clima”. ...

miguel, miranda, presidente, do, instituto, português, do, mar, e, da, atmosfera, (ipma), afirmou, em, relação, ao, furacão, lorenzo, que, não, há, registo, de, fenómeno, climatérico, semelhante, no, atlântico, norte, e, que, “há, algo, de, totalmente, incomum, neste, tipo, de, clima”

Encerramento de organismos públicos devido à passagem do furacão Lorenzo

Publicado por: VITEC
2019/10/01 17:15:11
Fonte/ IPMA
Fonte/ IPMA

Miguel Miranda, presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), afirmou, em relação ao furacão Lorenzo, que não há registo de fenómeno climatérico semelhante no Atlântico Norte e que “há algo de totalmente incomum neste tipo de clima”. “A maioria das infraestruturas dos Açores não estão preparadas para estas condições”, acrescentou.

 

O IPMA recomenda o acompanhamento da evolução da situação através da sua página (www.ipma.pt) e que a população siga as medidas de autoproteção recomendadas pelo Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, como o corte de árvores próximas e em risco de queda, a limpeza dos sistemas de drenagem, manter seguros objetos soltos que possam ser projetados pelo vento, abrigar os animais, estar preparado para abandonar a sua residência em caso de infiltrações, barulho estranhos ou fendas nas paredes. Em caso de emergências ou dificuldades em seguir as medidas recomendadas, deve-se contactar as autoridades competentes.

 

O presidente do Governo Regional determinou o encerramento dos organismos públicos, nomeadamente as escolas, creches, ATL's, Centros de Convívio, Bibliotecas, Museus e Complexos Desportivos dos Grupos Ocidental e Central do arquipélago, na quarta-feira, 2 de outubro. Este encerramento, segundo o despacho assinado por Vasco Cordeiro, não abrange os serviços considerados urgentes e essenciais, nomeadamente hospitais, centros de saúde e serviços de proteção civil, assim como os demais considerados pelos respetivos diretores regionais da tutela. Outras empresas e estabelecimentos da Região, algumas privadas, estão a comunicar o seu encerramento entre o final do dia de hoje, momento em que se vai começar a sentir os primeiros efeitos do furacão e o início de tarde de quarta-feira, dia 2 de outubro.

 

No que toca às ligações até às ilhas, a Autoridade Marítima já encerrou à navegação os portos das ilhas do Corvo, Flores, Faial, Pico e São Jorge, bem como todos os núcleos e portinhos de pescas destas ilhas.Cerca de 900 passageiros de voos do grupo SATA deverão ser afetados, segundo uma estimativa do gabinete de emergência da operadora aérea divulgada à agência Lusa. A SATA reuniu na segunda-feira para tomar medidas que visam minimizar os eventuais impactos que a passagem do furacão “Lorenzo” pelos Açores venha a provocar nos voos programados.

 

Fonte/ GaCS

 

Imagens de notícias

Categorias:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions