Ferry Gilberto Mariano ausente da operação nos Açores até maio

Publicado por: VITEC4
2022/01/07 16:29:46
Visualizações: 597
Foto/Facebook
Foto/Facebook

O ‘ferry’ Gilberto Mariano vai estar, a partir de hoje, ausente da operação da Atlânticoline, empresa de transportes marítimos açorianos, para renovação da certificação e trabalhos de manutenção, prevendo-se o regresso "na segunda quinzena de maio".

 

Em comunicado, a Atlânticoline indica que o ‘ferry’ "partirá esta noite para o continente português, onde cumprirá o período de docagem obrigatório para efeitos de certificação pela Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos".

 

"Nesta docagem estão também agendados trabalhos profundos de manutenção preventiva das duas máquinas do navio, procedimento que será realizado pela primeira vez desde a sua entrada na operação, em 2014", informa a Atlânticoline.

 

Segundo a empresa, o "Gilberto Mariano ficará em doca seca nos estaleiros da NAVALRIA, em Aveiro, prevendo-se o seu regresso à operação na segunda quinzena de maio".

 

A Atlânticoline refere que, durante a ausência do ‘ferry’, "serão asseguradas todas as viagens previstas, de acordo com os horários em vigor".

 

A Atlânticoline lamenta "quaisquer inconvenientes que esta situação possa causar aos passageiros", lembrando que estes procedimentos são "obrigatórios e absolutamente necessários para garantir todos os requisitos de segurança exigíveis neste tipo de embarcações".

 

A última vez que o Gilberto Mariano esteve parado para efeitos de certificação "foi no início do ano 2020", de acordo com a empresa.

 

O ‘ferry’ Gilberto Mariano tem "capacidade para transporte de 296 passageiros e 12 viaturas", refere a empresa na sua página da internet.

 

Começou "a operar em março de 2014" ao serviço da transportadora marítima e é "dotado de uma enfermaria para transporte de doentes".

 

A denominação do ‘ferry’ "homenageia Gilberto Mariano, uma figura incontornável das ligações marítimas entre as ilhas do Pico e do Faial, que fazia diariamente viagens para entrega de cartas, encomendas, e outros bens, sendo considerado um pilar da sociedade e economia local", acrescenta.

 

Fonte/LUSA

Imagens de notícias

Categorias:
Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions