Presidente da Assembleia Legislativa dos Açores reivindica círculo eleitoral próprio na Europa

Publicado por: VITEC
2022/05/10 12:35:58
Visualizações: 523
Foto/Jornal Açores 9
Foto/Jornal Açores 9

O presidente da Assembleia Legislativa dos Açores reivindicou ontem a criação de um círculo eleitoral próprio para a região no Parlamento Europeu para reforçar a participação do arquipélago, que deve ser “mais ouvido” na fase de definir políticas.

 

“Reivindicamos também o direito de participação no Parlamento Europeu, através de um círculo eleitoral próprio, que permitiria não só reforçar a nossa participação enquanto região autónoma e ultraperiférica, mas também assegurar uma maior diversidade e representatividade daquele órgão”, afirmou Luís Garcia.

 

O presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores falava durante uma cerimónia destinada a assinalar o Dia da Europa, realizada no exterior parlamento açoriano, na cidade da Horta.

 

Luís Garcia apresentou também uma outra “reivindicação”, no sentido de os Açores poderem ser “mais ouvidos pelas instituições europeias”, sobretudo na fase de definição de políticas.

 

Por outro lado, apelou ontem aos partidos com assento parlamentar, para que intensifiquem a sua participação na construção do projeto europeu.

 

“É esse o primeiro apelo que aqui deixo, desde logo ao próprio Parlamento dos Açores: temos de intensificar a nossa participação na construção do projeto europeu”, explicou o deputado social-democrata.

 

Garcia lembrou que a União Europeia enfrenta, atualmente, “um período muito complexo da sua história”, que representa, ele próprio, um grande desafio para o povo europeu.

 

“Aos desafios da migração, da crise humanitária, dos refugiados e dos deslocados, do terrorismo, das alterações climáticas, do ‘Brexit’, dos extremismos e populismos que teimam em crescer, juntou-se uma pandemia, seguida de uma guerra às suas portas”, lembrou o deputado, lançando também um apelo à paz na Ucrânia.

 

Foi a 09 de maio de 1950 que Robert Schuman, na altura ministro francês dos Negócios Estrangeiros, propôs um modelo inovador para a cooperação política na Europa, com o propósito de impedir uma nova guerra entre os países europeus.

 

Sem o saber, na altura, a proposta feita naquele dia acabaria por representar o início de uma longa caminhada rumo à construção de um espaço comum, que uniria muitos países e regiões da Europa.

 

LUSA

Imagens de notícias

Categorias:
Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions