PSD/Açores diz ser necessário “continuar a pressão” em Washington | VITEC AzoresTV.com - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

O líder do PSD/Açores afirmou hoje que face à decisão dos Estados Unidos de reduzir trabalhadores na base das Lajes, na ilha Terceira, é necessário “redobrar esforços” e “continuar a pressão” para reverter ou atenuar a decisão do Pentágono.

psd, açores, pressão, redução, base, lajes, eua

PSD/Açores diz ser necessário “continuar a pressão” em Washington

Publicado por: Vitec
2015/01/08 19:35:10

O líder do PSD/Açores afirmou hoje que face à decisão dos Estados Unidos de reduzir trabalhadores na base das Lajes, na ilha Terceira, é necessário “redobrar esforços” e “continuar a pressão” para reverter ou atenuar a decisão do Pentágono.

Os Estados Unidos da América anunciaram hoje uma redução gradual dos trabalhadores portugueses da base das Lajes, Açores, de 900 para 400 pessoas ao longo deste ano, e os civis e militares norte-americanos passarão de 650 para 165.

 

“Agora, face a este ‘forcing’ do Pentágono temos de redobrar os nossos esforços de solidariedade entre partidos e entre governos no sentido de continuar a pressão em Washington para que estando ao lado do Congresso, que neste caso tem sido o nosso principal defensor, tentar pela via política reverter ou atenuar esta decisão do Pentágono”, afirmou Duarte Freitas aos jornalistas, após uma audiência com o presidente do Governo dos Açores, em Ponta Delgada.

O líder do principal partido da oposição nos Açores recordou que o PSD tem estado “sempre ao lado” do Governo e dos restantes partidos no arquipélago em torno da questão da base das Lajes, destacando a sintonia que tem existido na defesa dos interesses dos Açores no que diz respeito a este assunto.

O presidente do Governo dos Açores já disse que a decisão dos EUA sobre as Lajes é "uma monumental bofetada na cara do Estado português" e anunciou que vai pedir audiências urgentes ao Presidente da República e ao primeiro-ministro.

 

Com a redução de pessoal na base açoriana, o Governo norte-americano prevê uma poupança anual de 35 milhões de dólares (29,6 milhões de euros).

A redução insere-se num plano de redimensionamento das forças militares norte-americanas em seis países europeus – Portugal, Alemanha, Bélgica, Holanda, Itália e Reino Unido – que, no total, vai reduzir a despesa em 500 milhões de dólares (423,8 milhões de euros).

Imagens de notícias

Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions