Vasco Cordeiro reuniu com Trabalhadores Portugueses da Base das Lajes | VITEC - canal regional com produções dos Açores, vídeos HD e diretos dos melhores eventos da região.

O presidente do Governo garantiu, em Angra do Heroísmo, que o executivo açoriano “está ao lado” de todas as entidades que consideram que a decisão da Administração norte-americana de reduzir a presença na Base das Lajes não se coaduna com a dignidade e...

governo, açores, comissão, trabalhadores, base, lajes

Vasco Cordeiro reuniu com Trabalhadores Portugueses da Base das Lajes

Publicado por: Vitec
2015/01/12 13:35:55

O presidente do Governo garantiu, em Angra do Heroísmo, que o executivo açoriano “está ao lado” de todas as entidades que consideram que a decisão da Administração norte-americana de reduzir a presença na Base das Lajes não se coaduna com a dignidade e o prestígio da relação entre Portugal e os Estados Unidos.

“O Governo dos Açores está ao lado de todos aqueles que consideram que, quer a forma, quer a substância, desta decisão não se coadunam com a dignidade e com o prestígio da relação entre Portugal e os Estados Unidos”, afirmou Vasco Cordeiro, após ter recebido a Comissão Representativa dos Trabalhadores Portugueses da Base das Lajes.

Em declarações aos jornalistas, Vasco Cordeiro adiantou que, no âmbito deste processo, já esteve em contacto com o Ministro dos Negócios Estrangeiros e que já foram solicitadas audiências, com caráter de urgência, ao Presidente da República e ao Primeiro-Ministro, com quem pretende fazer uma “abordagem detalhada” deste assunto.

 

O presidente do Governo frisou, ainda, que o Governo dos Açores já colocou, por várias vezes, em cima da mesa a necessidade de ser implementado um plano de mitigação dos impactos desta decisão dos Estados Unidos na Praia da Vitória e na ilha Terceira.

Na quinta-feira[8 janeiro], quando foi anunciada a decisão dos Estados Unidos, Vasco Cordeiro considerou que “o Governo português não pode adiar durante mais tempo o acionamento de meios que possam ajudar a lidar com o impacto social e económico desta decisão dos EUA”, frisando que o Estado português “também não pode deixar de responsabilizar os Estados Unidos pela necessidade de ajudar a lidar com esse impacto social e económico”.

“Da parte do Governo dos Açores, tudo fizemos, tudo estamos a fazer e tudo faremos para defender a ilha Terceira e os interesses dos Açores nesta matéria”, assegurou o presidente do executivo açoriano, na ocasião.

 

Foto/ Gacs

Imagens de notícias

Tags:

Partilhar

Powered by WebTV Solutions